Loja Virtual Para Gestante: Novo Ecommerce

Pode-se dizer que a grande maioria das mulheres gostam de se cuidar, estar com uma roupa que se sinta bem e ser sempre vaidosa, e não por isso que na gestação a mulher esquece esses desejos, mas muitos comércios se esquecem desse detalhe e acaba colocando pouca oferta de consumo para esse grupo.

A mulher gestante merece estar na moda assim como qualquer outra pessoa, por isso montar uma loja virtual que supra esse público pode ter resultados positivos, saber dedicar o site à suas demandas, colocar à disposição peças que lhe agradem e formas de que sempre voltem ao site e indiquem para suas amigas.

Mas vamos nos atentar a como elaborar e manter a loja virtual.

Pesquisa de mercado para saber da sua Loja online

Como o público já está decidido podemos seguir para a próxima etapa que é pesquisar sobre seu público, o que mais as grávidas querem e gostam de usar, suas visões do que é vestir bem nesse período, sem esquecer que estar confortável é o principal elemento.

Essa pesquisa é fundamental para caminhar bem ao abrir a loja virtual, opções como vestidos longos e soltos, macacões leves devem estar na boca das grávidas, e sem dúvida devem estar em peso no estoque.

Como a moda para gestantes não sempre é muito ovacionada, colocar elementos novos é uma boa pedida, mas cuidado para não colocar coisas a mais e desnecessárias, não misture interesses, ou seja, não coloque por exemplo roupas de bebês junto, o público principal aqui é a mulher apenas.

Outra pesquisa de mercado muito importante é saber com qual programador montar seu site, é importante essa etapa porque deve-se escolher um que lhe ajude a colocar os elementos que deseja e esteja disponível a sempre estar atualizando seu site.

Montando o site da sua Loja Online

Com o resultado da pesquisa é hora de pensar em como colocar todos os itens na loja, saber aonde cada deve estar e de uma forma que a visitante passe por todas as partes dentro do site. Essa parte pode ser separada por peças, ou por resultado da procura da compradora.

É importante que as principais peças descobertas na pesquisa ocupem um lugar com maior visualização, na entrada da loja, ou um setor especial para elas, isso pode facilitar muito a busca. Assim como colocar essas peças em conjunto com outras menos procuradas.

O site deve ser limpo, ou seja, nada que possa desfocar a atenção da gestante na hora da compra, nada de publicações sobre temas de gravidez e bebês, o momento ali é para ela, para suas compras e necessidades fashion, portanto, não crie nada além do intuito que é a loja. Isso também ajuda a cliente voltar, pois sabe que ali, tem o que ela precisa para apenas aquele momento.

Coloque opção de troca, isso dá maior confiança para quem está comprando e tira o medo de comprar uma peça em um número errado e saber que pode perder a peça e o dinheiro gasto. A opção de troca deve ser bem pensada e deve funcionar, se a cliente comprou errado ela pode ter tantos dias para troca, assim que deve funcionar.

Estoque a serviço delas

Como pode haver roupas que são mais procuradas, é muito importante que o estoque delas se mantenha sempre cheio, não agrada á consumidora querer a peça e não poder colocar no seu carrinho. Quanto maior a procura, maior deve ser seu estoque.

Além disso, um estoque diversificado é essencial, não é por uma grávida estar comprando cinco vestidos que necessariamente eles precisam ser iguais. Ter opções grandes de modelos de vestidos, cores diferentes, com variados tecidos, podem fazer a compra ser maior, pois maior quantidade do que ela precisa, maior sua compra.

Não pode esquecer de mostrar a elas todas essas opções de roupas, mas também não pode querer empurrar tudo em uma compra, com esses detalhes de estoque, certamente a visitante sabe que pode voltar e que quando isso ocorrer irá achar o que procura.

Compartilhamento nas redes

Acontece as vezes de um grupo de amigas engravidar ao mesmo tempo, e se uma do grupo conhecer uma loja que lhe agrade, a possibilidade de ela passar a dica para suas amigas é muito grande, então o compartilhamento nas redes é importante nesse momento.

Essa opção deve conter no site, e não apenas o compartilhamento em uma rede social, quanto maior a divulgação, mais clientes pode aparecer. Logo, essa parte é necessária, por não ser uma loja física, a loja virtual deve ser chamativa, acessível e visível à todas, e em suma, nas redes socais.

Se possível, que seja criada uma página da loja para cada rede, que mostra suas roupas, opções de look, novas tendências e afins. Isso chama mais clientes que querem ver se encontram o que estão procurando, ou apenas olhar sem nenhuma preocupação, mas, saber que pode voltar na hora que realmente precisar comprar.

E vale a pena focar nesse e-commerce?

Sim! Esse é um nicho que sempre terá cliente, e cada vez mais clientes que querem continuar na moda mesmo na gestação, focar nesse público pode proporcionar resultados positivos e com lucro, no começo pode ser difícil como qualquer outra loja ao abrir, mas tendo bom atendimento pode ter grande sucesso.

O principal para o sucesso é continuar com pesquisa de mercado para estar sempre se atualizando sobre o que as gestantes querem, o que elas estão a fim de usar naquele momento, a partir de aí colocar sempre esses resultados e com qualidade, colocar para elas o estoque aberto com opções diferentes e que possam escolher os que lhe agrada mais.

Por ser um mundo que não para, o site também não deve parar, como citado acima, o público sempre vai atrás de algo e que espera encontrar, ou seja, a loja deve estar sempre na ativa, sempre oferecendo seu melhor, sempre mostrando que as grávidas podem e devem se vestir confortavelmente e ainda estar na moda.